INGREDIENTE

Citral

Também conhecido como lemonal, é um aldeído terpênico formado pela combinação de duas moléculas (geranial e neral) naturalmente presentes em óleos essenciais de espécies como capim limão, litsea cubeba e melissa.

O citral apresenta ação calmante e sedativa, antibacteriana, antifúngica e antiespasmódica. É bastante utilizado na perfumaria e na indústria de alimentos, especialmente para realçar o sabor de limão em doces.

É também um eficaz biocida e repelente contra diversos micro-organismos e pragas. Algumas pessoas apresentam sensibilidade e dermatite com o uso tópico de citral, especialmente em altas concentrações. Porém é importante ressaltar que o componente é geralmente utilizado em baixíssimas concentrações em cosméticos, o que diminui significativamente o risco de irritações.

NOME CIENTÍFICO:​
inci:
Citral
propriedades e indicações:

Ação calmante e sedativa, antibacteriana, antifúngica e antiespasmódica.

O citral é bastante empregado em cosméticos para conferir um odor cítrico às formulações.

contra-indicações:

Algumas pessoas apresentam sensibilidade e dermatite com o uso tópico de citral, especialmente em altas concentrações. É importante ressaltar que o componente é geralmente utilizado em baixíssimas concentrações em cosméticos, o que diminui significativamente o risco de irritações.

Óleos essenciais com altas concentrações de citral também devem ser usados com cautela por quem possui glaucoma e hiperplasia da próstata. Apesar disso, pacientes com glaucoma ou hiperplasia de próstata não precisam se preocupar com a presença de citral em cosméticos, pois este é utilizado em baixíssimas concentrações.

danos ambientais:
ONDE É ENCONTRADO:

Óleos essenciais, hidratantes, óleos corporais, séruns, perfumes, shampoos, condicionadores, maquiagens, lip balms, sabonetes, esfoliantes, desodorantes, cremes de barbear, demaquilantes, tinturas de cabelo, sais de banho, protetores solares, esmaltes, cosméticos infantis

fontes:

AZAMBUJA, Wagner. Citral. Disponível em: https://www.oleosessenciais.org/citral/. Acesso em: 06 abr. 2022.

BARRAGAN, Patrícia. Quimiquices essenciais: as famílias bioquímicas (parte II) e treinamento para operacionalizar o estudo das propriedades terapêuticas, especificidades e toxicidade a partir das famílias bioquímicas. 2021. Apostila de suporte ao curso do IBRA.

ENVIRONMENTAL WORKING GROUP. Citral. Disponível em: https://www.ewg.org/skindeep/ingredients/701383-citral/. Acesso em: 06 abr. 2022.

HEYDORN, S. et al. Citral a fragrance allergen and irritant. Contact Dermatitis, [S.L.], v. 49, n. 1, p. 32-36, jul. 2003. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1111/j.0105-1873.2003.00144.x. Acesso em: 06 abr. 2022.

LALKO, Jon; API, Anne Marie. Citral: identifying a threshold for induction of dermal sensitization. Regulatory Toxicology And Pharmacology, [S.L.], v. 52, n. 1, p. 62-73, out. 2008. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1016/j.yrtph.2008.01.006. Acesso em: 06 abr. 2022.

SADDIQ, Amna A.; KHAYYAT, Suzan A.. Chemical and antimicrobial studies of monoterpene: citral. Pesticide Biochemistry And Physiology, [S.L.], v. 98, n. 1, p. 89-93, set. 2010. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1016/j.pestbp.2010.05.004. Acesso em: 06 abr. 2022.

SADRAEI, H.; GHANNADI, A.; MALEKSHAHI, K.. Relaxant effect of essential oil of Melissa officinalis and citral on rat ileum contractions. Fitoterapia, [S.L.], v. 74, n. 5, p. 445-452, jul. 2003. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1016/s0367-326x(03)00109-6. Acesso em: 06 abr. 2022.

SILVA, Cristiane de Bona da et al. Antifungal activity of the lemongrass oil and citral against Candida spp. The Brazilian Journal Of Infectious Diseases, [S.L.], v. 12, n. 1, p. 63-66, 2008. Disponível em: https://www.scielo.br/j/bjid/a/v4Y6YQjVGyzsyYWtgkJ8z6t/?format=pdf&lang=en. Acesso em: 06 abr. 2022.

Compartilhe

Entre em contato com o 13:20:HUB

Inscreva-se e receba novidades!